sexta-feira, 20 de outubro de 2017



Encontro de conhecimento e sabor celebra os Mestres da Cultura Tradicional de Bombinhas.


Acontece na noite de 26 de outubro, quinta-feira, às 19 horas, o Pirão Cultural Especial “Roda de Conversa com os Mestres”, no Restaurante Sons Beer Brew Pub, no bairro Canto Grande. E quem vai brindar a comunidade com seus saberes são os Mestres da Cultura Tradicional de Bombinhas, intitulados na histórica noite de 14 de novembro de 2014, e que este ano, comemoram, três anos de reconhecimento.
O Pirão Cultural é uma realização da Fundação Municipal de Cultura em parceria com um restaurante local, acontece de forma itinerante prestigiando todos os bairros bombinenses. 

E, após beber de tanto conhecimento, é a vez da gastronomia tomar seu lugar e dessa forma, a equipe do Restaurante Sons Beer Brew Pub, serve aos participantes uma degustação à base de pirão e peixe.

Para participar é preciso fazer inscrição por meio do link: goo.gl/VUbj36 e dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3264-7478, sede administrativa da Fundação de Cultura. As vagas são limitadas.

O quê: Pirão Cultural especial “Roda de conversa com os Mestres”
Quando: 26 de outubro, quinta-feira, às 19 horas
Onde: Restaurante Sons Beer Brew Pub, rua Jacarandá, 99, Canto Grande
Inscrições gratuitas: pelo Link goo.gl/VUbj36 ou pelo telefone 3264-7478 sede administrativa da FMC.
Realização: Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas

Apoio: Restaurante Sons Beer Brew Pub

quinta-feira, 19 de outubro de 2017



Entrega de certificados marca o encerramento da segunda edição do projeto Vô Sabe, Vô Ensina da FMC.

Foi realizado nos dias 16 e 17 de outubro a certificação dos participantes das oficinas de rendas de Crivo e Bilro e Gastronomia do projeto Vô Sabe, Vô Ensina, realizado pela Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas, com o apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado e Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura, FUNCULTURAL e Edital Elisabete Anderle 2014.

Foram cerca de 40 inscritos, e chegaram ao momento da certificação 27 alunos que trabalham com as mais diversas atividades, e abraçou representantes desde artes, restaurantes, pesquisadores a curiosos e amantes da tradição. As oficinas de rendas inciaram em abril, foram prorrogadas e seguem até dia 31 de outubro, em decorrência da vontade de aprendizado das participantes, inclusive, algumas inciando uma pequena produção artística. As aulas de Gastronomia foram divididas em módulos e ministradas nos dias 13, 15 (aula extra), 21, 27 e 28 de setembro, no espaço do restaurante Recanto do Marujo, no Centro e integraram três Tardes do Beijú nos meses de maio, junho e setembro, em agosto não foi realizada em virtude da chuva.

Duas das oficineiras, as Mestras Salete Maria Pinheiro Pereira (gastronomia típica) e Helena Luíza da Silva (crivo) já são duas parceiras contumaz, foram elas as ministrantes das aulas homônimas na primeira edição do projeto, em 2013. Já, a artesã Carine Laranjeira, responsável pelas aulas de bilro, realizou no ano passado uma oficina de Costura para adolescentes voluntariamente, e foi a eleita para assumir as aulas do projeto, por ter sido discípula da Mestra Elza Rosa (bilro), falecida no dia 5 de outubro de 2015, a qual seria a ministrante desta oficina pelo projeto.

E da mesma forma como foi com a Mestra Elza, que deixou seu legado em Carine, que por sua vez, repassa o conhecimento, várias alunas se descobriram rendeiras e das oficinas brotam frutos e quem sabe, futuras instrutoras. Uma coisa é certa a renda continua forte em Bombinhas, em alguns casos sendo redescoberta, outros desperta, e a gastronomia típica a cada dia ganha mais apaixonados pelos temperos e forma de preparo das iguarias locais.

Alessandra Lacerda aproveitou a oportunidade e participou das duas oficinas de rendas tradicionais e também de culinária típica, essa última o esposo Paulo foi parceiro nas aulas. “A renda me abriu novos caminhos e essa busca da Carine pelo aprendizado e trazer pra nós é muito legal. A ideia é a continuidade, além disso, disseminar a arte e pensar até na formação de uma Associação de Rendeiras em Bombinhas. Quanto a gastronomia é um caso a parte, diferentemente das outras duas oficinas, a maioria dos participantes são nativos, e essa troca de vivências foi extraordinária”, comenta a artesã carioca Alessandra, que reside na península há seis anos e já insere a renda de crivo em peças de acessórios e decoração.

Além dessas três oficinas o projeto Vô Sabe, Vô Ensina, ainda, proporcionou atividades de Boi de Mamão realizadas pelo Grupo Eira meu Boi, que contemplaram: três intervenções em unidades escolares (CEIs Débora Selma da Silva de Santana, Arco Íris e Tempo feliz) e três na casa de Cultura Piana do Crivo, oficina de confecção de bicharedo, uma apresentação no Pirão Cultural de agosto e uma no Balaio Cultural, também, de agosto.



quarta-feira, 18 de outubro de 2017


Acontecimento de dança reúne alunos de três projetos de Bombinhas e Navegantes.


Acontece neste sábado, 21 de outubro, uma Mostra de Dança no auditório Dona Dinha – Maria Alair Stapait, da EEB Maria Rita Flor, às 17 horas. O acontecimento reúne alunos do Projeto Além do céu, da Fundação Cultural de Navegantes, alunos do Ensino Médio Inovador – EMI, da Escola de Educação Básica Maria Rita Flor, e alunos do Projeto Oficinas Culturais, da Fundação de Cultura de Bombinhas.

O momento além de proporcionar um espetáculo gratuito à comunidade, propícia interação, troca de experiências e novos contatos aos alunos e professores envolvidos nos três projetos. A entrada e a classificação são livres.

O quê: Mostra de Dança
Quando: 21 de outubro, sábado, às 17 horas

Local: Auditório Dona Dinha Maria Alair Stapait, da EEB Maria Rita Flor, rua Gaivota, 222, Bombas. 

sábado, 14 de outubro de 2017



Bombinhas e Porto Belo são o cenário do V Encontro “Abrace o Boneco Brasil”.

Acontece nos dias 20 e 21 de outubro, sexta-feira e sábado, respectivamente, o encontro V Abrace o Boneco Brasil e 20º Congresso da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos – ABTB, e Centro da União Internacional de Marionetistas Unima Brasil, em espaços culturais das cidades de Bombinhas e Porto Belo. Durante o encontro a Associação Brasileira de Teatro de Bonecos elegerá sua nova diretoria, e, dentre os muitos assuntos do encontro, estabelecerá o novo plano de trabalho cultural para todo o país, apoiado pelos núcleos e Associações Estaduais de Teatro de Bonecos. Até o momento, já são oito estados com presença confirmada.

Copélia.
O encontro acontece desde 2006, reunindo profissionais e amadores do Teatro de Bonecos de todo o Brasil, possibilitando a interação com o público de cada cidade e contemplando o estudo e a formação na linguagem do teatro de bonecos ou formas animadas.

O evento oferece, à comunidade de Bombinhas, e também de Porto Belo, palestras, mesas temáticas, oficinas de iniciação à arte bonequeira e apresentações artísticas. A Tato Criação Cênica, Cia Filhos da Lua e Trágica Cia (PR), Ismine Lima (BA) Cia Mútua (SC), Conceição Rosiére (MG), Nini Beltrame e Sassá Moretti (SC), Heraldo Lins (RN) são alguns dos grupos, pesquisadores e artistas referência na arte das formas animadas de todo o Brasil que estarão presentes no evento.

Heraldo Lins mamulengo.
Dentro da programação, uma noite especial com Nini Beltrame, no Ponto de Memória Museu Comunitário Engenho do Sertão, quando será realizada a roda de conversa “Teatro de Bonecos no Boi de Mamão”. Nini é diretor teatral, bonequeiro, e foi professor e pesquisador na Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, O acontecimento, ainda marca o lançamento oficial do 1º Festival de Teatro e Títeres de Rua – FESTIRUA, que será realizado de 20 a 27 de abril de 2018, em Bombinhas.

Espetáculo Emiliano Tato Criacão Cênica - Foto Divulgação
A realização do “Abrace o Boneco Brasil” é da ABTB, UNIMA Brasil e Cia Sandra Baron, com parceria dos municípios de Bombinhas e Porto Belo, através de suas respectivas Fundações de Cultura. Ainda conta com apoio do Residencial Jardim dos Beija-flores, Pousada Georges Village, Costa Esmeralda Convention e Visitors Bureau e Instituto BoiMamão.


Programação livre e gratuita:
Mala Ralf Cia Sandra Baron.
Sexta-feira 20 de outubro
14 horas: Oficina relâmpago de bonecos na Biblioteca Pública Municipal Cruz e Sousa – Casa de Cultura Piana do Crivo, rua Primavera, 28, Morrinhos, Bombinhas.
14h30: Brinque de Mamulengo (exclusivo para os alunos da instituição) APAE, Av. Governador Celso Ramos, 3016, Porto Belo.
16 à 18h00: Relatos da Unima e associações – Câmara de Vereadores de Porto Belo, Rua Cap. Gualberto Leal, 330, Centro.
18h30: Lambe-lambe ao Pôr do Sol – Praça da Bandeira, Centro, Porto Belo
20 horas: Roda de Conversa “Teatro de Bonecos na brincadeira do Boi de Mamão” – Ponto de Memória Museu Comunitário Engenho do Sertão, rua Abacate, 452, Sertãozinho, Bombinhas.

Sábado 21 de outubro
10 horas: Lambe-lambe na Praça XV de Março – Av. Falcão, Bombas, Bombinhas, (ao lado da Policlínica José Olímpio)
Informações: (47) 988046926 com Fabio Prates, Produção Cia Sandra Baron, ou pelo e-mail: atrizsandrabaron@gmail.com



quarta-feira, 11 de outubro de 2017



Estreia nos dias 18 e 19 de outubro, às 20 horas, na sala Praia de Bombinhas da Pousada Vila do Farol, o filme “Abrindo as janelas do tempo”, e trata-se de uma ópera folclórica narrada pelas canções do espetáculo homônimo do grupo catarinense Cantadores de Engenho. Aprisionada em si mesma, a personagem central luta para encontrar-se e viver no presente. Suas confusões temporais envolvem o espectador fazendo-o experimentar de perto essas vivências. A história se passa num vilarejo caiçara, em três épocas diferentes, revelando muita sensibilidade. O filme traduz uma história de amor, de perda, espera e de aceitação.
O projeto é realizado com o apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado e Turismo, Cultura e Esporte, Fundação catarinense de Cultura, FUNCULTURAL e Edital Elisabete Anderle 2014 e ainda conta com o patrocínio do Banco Sicredi e Vila do Farol Hotéis e Turismo. As noites de estreia têm o apoio da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas.

Os ingressos são gratuitos e limitados, podem ser retirados na N´da Lua, Centro, na Casa da Cultura Piana do Crivo, Morrinhos, com o grupo Cantadores de Engenho ou com a equipe da Tramela Produções. 

terça-feira, 10 de outubro de 2017


Oportunidade de ampliar conhecimento em oficina de Elaboração de Projetos gratuita em Bombinhas.

A Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas e o Conselho Municipal de Políticas Culturais – ComCultura, realizam no dia 16 de outubro, às 19 horas, uma Oficina de Elaboração de Projetos, no auditório da Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, localizada a Av. Leopoldo Zarling, 2072, esquina com a rua Pardal. Para participar os interessados devem fazer inscrição pelo link goo.gl/bo4xxn, ou pelo telefone 3264-7478, sede administrativa da FMC.

A oficina será ministrada por Bia Mattar, do Escritório de Projetos da Economia Criativa – EPEC, de Balneário Camboriú, e é totalmente gratuita.

A profissional Bia Mattar

Ana Beatriz Magalhães Mattar, que usa o nome artístico Bia Mattar, é Bailarina, professora e coreografa com DRT, produtora cultural e proprietária do Escritório de Projetos da Economia Criativa em políticas culturais – EPEC. É membro do Colegiado Setorial de Dança do Ministério da Cultura – MINC e Membro do Conselho Nacional de Políticas Culturais do Ministério da Cultura.

Acumula em seu currículo, diversas oficinas neste segmento, foi ela que ministrou a oficina homônima no VII Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura, realizado de 10 a12 de maio deste ano em Treze Tílias. Também, participa do programa de Formação para a Elaboração de Planos Municipais de Cultura promovido pela Universidade Federal da Bahia – UFBA e MINC.

Atualmente é Diretora de Interação Cultural da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

O quê: Oficina de Elaboração de Projetos
Quando: 16 de outubro, segunda-feira, às 19 horas
Onde: Auditório da Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Av. Leopoldo Zarling, 2072, esquina com a rua Pardal.
Inscrições: Gratuitas, pelo link goo.gl/bo4xxn, ou pelo telefone 3264-7478, sede administrativa da FMC.

Realização: Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas e o Conselho Municipal de Políticas Culturais – ComCultura

Emoção e reconhecimento na formatura da primeira turma de Libras adulto das oficinas da FMC.

Foi realizada na quarta-feira, 4 de outubro, a Formatura da primeira turma de Libras Adulto, do Projeto Oficinas Culturais, da Fundação Municipal de Cultura, na Câmara de Vereadores. Ao todo, sete alunas concluíram o curso, ministrado pela instrutora Sabrina Marilda da cruz Rodrigues, iniciado em março deste ano.

A oficina é uma conquista para a Fundação que tinha o desejo de fomentar a língua brasileira de sinais Libras, e, por ser, também, um desejo inerente a profissional Sabrina Marilda da Cruz Rodrigues, formada em pedagogia, pós graduada em educação especial e capacitada em transcrição em braile e libras, que tem sob sua responsabilidade as aulas e regência do Coral de Libras Mãos que Cantam, resultou na tarde singela do dia 4 de outubro. E o que não faltou foi emoção diante da presença de familiares e amigos.

Participaram da solenidade os vereadores José Antônio Olímpia, Alessandro Mafra, Edion Odirizzi, Lourdes Matias, Márcia Pinheiro e o vice-presidente Flávio Souza, além de Nívea Maria da Silva Bücker, presidente da FMC, Josiani Muriel da Silva, coordenadora do Projeto Oficinas Culturais, e a instrutora Sabrina Marilda da Cruz Rodrigues, todos os discursos salientaram a dedicação e a beleza da oficina, dos profissionais envolvidos e, principalmente, o ganho das alunas em sua formação profissional.

O Coral de Libras Mãos que Cantam fez uma apresentação, muito elogiada por sinal, onde interpretou a canção “Trem Bala”, de Ana Vilela e “Raridade”, de Anderson Freire, esta última preparada especialmente para as formandas. A coordenadora do projeto explica que a oficina é uma sementinha plantada e que rendeu frutos. “Fiquei muito feliz com o resultado. E que possamos nos próximos anos, atender muito mais alunos”, ressalta Josi, como é conhecida. Já Sabrina, destaca sua alegria em ver pessoas expandindo seu aprendizado. “ A libras hoje é reconhecida como a segunda língua oficial do Brasil, e essas formandas saem com o conhecimento necessário para contribuir para uma sociedade inclusiva de verdade”, enfatiza a professora.

A aluna Odete Elenir Vieira, graduada em Letras, é professora de língua espanhola na rede estadual de ensino, enfatiza que a oficina de libras é uma ferramenta a mais para lidar com as adversidades, um diferencial, que contribui com a inclusão social com mais eficiência. “Quero dar continuidade aos estudos da Libras e espero ansiosamente pela próxima oficina A formatura foi um momento de muita emoção, no qual pude perceber que o sentimento de empatia foi tocado nas pessoas, senti que algumas perceberam que aprender a língua de sinais não é somente aprender e arquivar o conhecimento, é ter a certeza que uma ou mais pessoas serão incluídas socialmente”.


Além de Odete receberam a certificação as alunas: Janine de Maria, Tânia Regina Debatim, Guilhermina Pierre, Maria Sol Virginillo, Márcia Marli de Souza Martin e Rosiane Doroti dos Santos Knob. 


Uma semana inteira dedicada ao livro e a leitura, repleta de atrações artísticas.

Entre os dias 23 e 27 de outubro acontece a 1ª Semana do Livro e Bibliotecas de Bombinhas, realizada pela Fundação Municipal de Cultura em diversos espaços culturais do município, no intuito de contemplar o maior número possível de pessoas.
A programação conta com oficina de Pão-Por-Deus, Feira do Livro com dois dias dedicados a comercialização de títulos, apresentações artísticas, rodas de conversas, contações de histórias, disponibilizando a riqueza cultural local e de artistas da região. Ainda, a programação traz um Pirão Cultural com o tema “Roda de conversa com os Mestres”, onde os Mestres da Cultura Tradicional de Bombinhas se encontram e brindam os participantes com suas histórias e vivências, e por fim, a sexta-feira encerra a Semana do Livro e da Biblioteca com o Literanique na Praça da Cultura Popular, no Centro.

O Literanique é um piquenique literário onde haverá brincadeiras, cirandas de roda, contação de histórias e palco livre.

A maioria da programação tem a participação livre, não precisa de inscrição, a exceção é o Pirão Cultural e a oficina de Pão-Por-Deus que têm vagas limitadas e os interessados devem contatar a Fundação de Cultura pelo telefone 3264-7478.
Uma questão importante é que a Feira disponibilizará livreiros segmentados: adulto, infantil, livros de autores que participarão da roda de conversa e do momento de autógrafos, proporcionando uma variedade interessante ao consumo, inclusive haverá exemplares infantis a partir de R$ 1,00.

A Semana do Livro e Leitura é realizada pela Prefeitura de Bombinhas, por meio da Fundação Municipal de Cultura, a través da Biblioteca Pública Municipal Cruz e Sousa e sua programação foi preparada para contemplar toda a família.


Programação
Oficina de Pão-Por-Deus
Segunda-feira, dia 23 de outubro
Horários: 9h30, 14h30 e 16h30 (inscrições pelo telefone 3393-3706)
Onde: Casa de Cultura Piana do Crivo, rua Primavera, 28, Morrinhos.

Feira do Livro
Onde: Casa de Cultura Piana do Crivo, rua Primavera, 28, Morrinhos.
Entrada e classificação livre.

Dia 24, terça-feira
9h30 Solenidade de abertura – Lançamento oficial do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas
10h00 Espetáculo “Cirandinha” com Nana Toledo e Lucas Toledo
14 horas Conversa de Pescador (pescadores bombinenses)
15 horas Contação de Histórias “A história do petisquinho”, com Fabiolle Longhi
16 horas Palco livre
17 horas Contação de Histórias com Ana Conto e Maria Leitura
18 horas Roda de Conversa com os escritores
19 horas Espetáculo “Cirandinha” com Nana Toledo e Lucas Toledo

Dia 25, quarta-feira
9h30 Contação de Histórias “Bibelô de Histórias” com Sandra Baron
10h30 show/intervenção “Minha Tribo” com Dentinho Arueira
14 horas Contação de Histórias Academia Brasileira de Contação de Histórias
15 horas Apresentação do Grupo de Boi de Mamão Eira meu Boi
16 horas Contação de Histórias Academia Brasileira de Contação de Histórias
17 horas Contação de Histórias Academia Brasileira de Contação de Histórias
17h30 às 18h30 Momento de autógrafos e Palco Livre (simultâneo)
19 horas Espetáculo “Contos da ilha da magia” com Sandra Baron

Pirão Cultural ”Roda de conversa com os Mestres”
Quinta-feira, 26 de outubro
Horário: 19 horas.
Onde: Sons Beer Brew Pub, rua Jacarandá, 99, Canto Grande.
Inscrições: Sede administrativa da FMC 3264-7478.

Literanique – piquenique literário
Sexta-feira, 27 de outubro
Horário:15 horas.
Onde: Praça da Cultura Popular, ao lado da EBM Dona Dilma Mafra, Centro.
Entrada e classificação livre.




Fundação de Cultura de Bombinhas publica edital de Termo de Auxílio para Incentivo Cultural no total de 100 mil reais.

Está aberto o Edital do Fundo Municipal de Cultura 2017, que seleciona projetos culturais que receberão patrocínio do poder público. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira, 9 de outubro, e segue até dia 8 de novembro. São quatro cotas, distribuídas da seguinte forma: uma cota de R$ 30.000,00, uma cota de R$ 20.000,00, quatro cotas de R$ 10.000,00 e duas cotas de R$ 5.000,00, totalizando 100 mil reais, sendo que os projetos precisam estar em consonância com as estratégias do Plano Municipal de Cultura. Podem participar artistas e produtores culturais que comprovem residência em Bombinhas de no mínimo cinco anos, e dois anos de atuação na atividade artística e cultural proposta. O edital na íntegra encontra-se no site institucional da Prefeitura de Bombinhas (www.bombinhas.sc.gov.br), na aba “Transparência”, no ícone “Editais 2017”, ou no link: goo.gl/h4AEB7.

A primeira edição do Fundo Municipal de Cultura de Bombinhas aconteceu em 2015 e propiciou sete projetos patrocinados com o recurso, que estão à disposição da comunidade, não apenas local, mas distribuídos pela região, pelo Estado, alguns no cenário nacional e outros já chegaram até a Europa, ou seja, a arte bombinense ultrapassando fronteiras. “O fato de Bombinhas ter uma ferramenta de financiamento da cultura como o Fundo, possibilita que agentes culturais tenham acesso a recursos para executarem projetos que chegam a toda a comunidade, democratizando o acesso à cultura”, ressalta a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Nívea Maria da Silva Bücker.

Os projetos serão avaliados pela Comissão Especial de Avaliação de Projetos – CEAP, selecionados por meio do credenciamento publicado no dia 18 de setembro, também no site institucional, o qual contratará três pareceristas com notoriedade artística e cultural residentes e atuantes fora do município de Bombinhas.


terça-feira, 3 de outubro de 2017


No próximo domingo, 8 de outubro, acontece mais um Balaio Cultural – Feira de Artes e Artesanato, das 11 às 18 horas, na rua Parati, quadra da praia, Centro, mesmo espaço da feirinha de verão. O acontecimento proporciona a diversidade artística, artesanal e gastronômica para consumo e apreciação, e um dia repleto de atrações culturais: intervenção de teatro de lambe-lambe com a equipe do Peralucei, pintura facial com Carine Laranjeira, pintura coletiva com a artista plástica Miriam Vacarelli, apresentação do Grupo de Boi de Mamão São Paulino Raízes da Terra, de Itapema, intervenção de Bolha de Sabão com a Aluamar, aulão de Zumba com a Rô (Rosanne Leme) da Praia Gym Academia e a participação da Biblioteca Pública Municipal Cruz e Sousa e do Projeto Vô Sabe, Vô Ensina.

O Balaio Cultural é realizado pelo Grupo de Artesãos e Artistas de Bombinhas – Gaab, com o apoio da Fundação de Cultura, tem entrada e classificação livre.


O quê: Balaio Cultural – Feira de Artes e Artesanato
Quando: Domingo, 8 de outubro, das 11 às 18 horas.
Onde: Rua Parati, quadra da praia, Centro, no espaço da feirinha de verão.



segunda-feira, 2 de outubro de 2017


Nesta quinta-feira tem a penúltima edição do encontro bombinense de saberes e sabores.

No dia 5 de outubro, quinta-feira, acontece mais uma Tarde do Beijú, no Ponto de Memória Museu Comunitário Engenho do Sertão, das 14 às 17 horas. O encontro regado a delícia gastronômica local, beijú, proporciona a interação entre as matronas da comunidade tradicional com estudantes, das diversas esferas educacionais, e visitantes, e será, a penúltima do ano, pois, a Tarde do Beijú é realizada nos meses de abril a novembro.

Para participar não é preciso fazer inscrição e tem tanto a entrada, quanto a classificação, livres.

O quê: Tarde do Beijú
Onde: Ponto de Memória Museu Comunitário Engenho do Sertão, Rua Abacate, 452, Sertãozinho, Bombinhas/SC
Quando: Dia 5 de outubro, quinta-feira, das 14 às 17 horas
Classificação e entrada: livre

Informações: Sede administrativa da FMC (47) 3264-7478
Adicionar legenda


Alunos da oficina de Libras para Coral Adulto convidam para solenidade de formatura e demonstração da beleza da Língua dos Sinais.



Nesta quarta-feira, 4 de outubro, acontece a formatura dos alunos da oficina “Libras para Coral Adulto”, do Projeto Oficinas Culturais, da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas, sob a responsabilidade da professora Sabrina Marilda Cruz Rodrigues, na Câmara de Vereadores, às 18 horas. Para tanto, convidam amigos, familiares, comunidade e autoridades para prestigiar este momento tão significativo, de celebração do conhecimento.

O Coral de Libras Mãos que Cantam agrega o projeto da FMC desde 2013, e em 2017 fez sua primeira experiência em “Libras para Coral Adulto”, e chega ao final do ano com a certificação de sete alunos.

O quê: Mão que Cantam – Formatura dos alunos de Libras para Coral
Quando: Quarta-feira, 4 de outubro, às 18 horas.
Onde: Câmara de Vereadores de Bombinhas, rua Baleia Jubarte, 344, José Amândio.

Realização: Prefeitura de Bombinhas, por meio da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas. 

segunda-feira, 25 de setembro de 2017


Debate sobre a colonização da região instiga pesquisadores e comunidade.

Aconteceu na última sexta-feira, 22 de setembro, mais uma edição do Pirão Cultural, no restaurante Rancho da Ana, parceiro na realização junto a Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas – FMC, por meio de um debate sobre os "200 anos da colônia Nova Eiriceira" numa roda de conversa com os jornalistas, escritores e pesquisadores: Rogério Pinheiro, Magru Floriano, Isaque de Borba Corrêa, Alcides Mafra, Thiago Furtado, Marquinhos – Marcos Aurino Pinheiro e Marcinha – Márcia Cristina Ferreira.

O debate gerou muitas reflexões e levantamentos acerca da açorianidade e herança eiriceirence na identidade cultural da região, e comprovou a necessidade de mais encontros para discussão sobre esse tema instigante. Os estudiosos falaram sobre suas pesquisas e de como refletem em seus trabalhos. A roda de conversa foi mediada pela bibliotecária Patrícia Vilma Pinheiro da Silva, que explica que o tema além de interessante, desperta questionamentos e impulsiona pesquisadores e comunidade. “Foi um momento ímpar para nos provocar em conhecer a fundo nossas origens. Muitas dúvidas surgiram durante o papo, sinal que deu supercerto, pois ficamos com vontade de quero mais.”

Rogério Pinheiro, idealizador da roda de conversa, é um estudioso da herança cultural eiriceirence e faz pela região encontros para celebrar os 200 anos da imigração portuguesa, e a FMC enxergou no tema um excelente conteúdo para a edição do Pirão Cultural de setembro. É dele a produção do documentário “Navegantes”, que incia as provocações da noite. Segundo Rogério Pinheiro, sua curiosidade surgiu a partir do trabalho de conclusão do curso de jornalismo e tornou-se uma paixão. “Descobri em minhas pesquisas que a população de Bombinhas e Porto Belo no que se refere à origem, são dessa região de Portugal. Eiriceira é uma vila de pescadores, próxima a Lisboa, que tem mais de 2000 mil anos de existência, e sempre foi uma vila pesqueira. As técnicas de pesca, marítimas vieram para cá junto com os colonos quando se estabeleceram aqui em Bombinhas”, destaca Rogério, que reside em Navegantes, mas é do tronco familiar Pinheiro de Bombinhas.

Terminado o debate, que, com certeza, renderia mais um encontro, Ana Cecíla Ohlson, chefe e proprietária do restaurante Rancho da Ana, e sua equipe, proporcionou aos presentes um verdadeiro banquete à base de peixe e pirão.

O próximo Pirão Cultural acontece no dia 26 de outubro, no Sons Beer Brew Pub, no Canto Grande.