terça-feira, 8 de setembro de 2015





Expressão artística e nostalgia marcam dia de vivências intensas na EBM Dona Dilma Mafra.

O dia 4 de setembro, entrará para a história, não apenas da Escola Básica Municipal Dona Dilma Mafra, mas de Bombinhas, pois, pela primeira vez uma unidade escolar realizou uma noite de rencontro de seus ex-alunos. Não bastasse esse momento único em Bombinhas, a escola tem um histórico de 20 anos de memória para enaltecer, contar e festejar, e foi um desfile de antigos alunos, muitos deles hoje pais acompanhados de seus filhos, revendo seus trabalhos escolares de artes, guardados com todo o carinho pelo professor Carlos Ziemman, e os álbuns com retratos de suas infâncias.


A festa iniciou no período da tarde com o Show de Talentos que a EBM Dona Dilma Mafra promove anualmente, onde desfilaram as habilidades, o desempenho e a ousadia dos alunos da escola. E teve de tudo um pouco: teatro, dança de diversos ritmos, inclusive um solo de uma bailarina lindíssimo, canto a capela e até desafio de dança de hip hop, tudo lindamente preparado de forma unificada por toda a esquipe administrativa, gestora e docente da escola.

O Show de Talentos acontece desde 2013, ano passado em decorrência do luto da comunidade do Centro, pelo falecimento prematuro de Seu Arno, o vizinho e eterno zelador da escola, não foi realizado. E retomou com força total este ano, está integrado ao calendário escolar e promete desabrochar muita gente de talento. Este ano contou com a presença ilustre dos futuros alunos da escola, os pequeninos do maternal do Centro de Educação Infantil Professora Débora Selma da Silva de Santana.

Já a Noite do Reencontro, iniciou as 18 horas e foi longe, já passava das 23 horas quando os derradeiros nostálgicos e cheios de recordações deixaram o pátio da escola. A gestora da EBM Dona Dilma Mafra, Ivanilda Laurença de Melo, destaca que por ser o primeiro encontro realizado o resultado foi mais que positivo. “Infelizmente não conseguimos atingir todos os alunos destes 20 anos da nossa história, muitos não souberam da comemoração. Mas por ser a primeira de muitas que ainda acontecerão, ficamos felizes com o resultado. Saímos da nossa escola já passava da meia-noite, cansados, mas com um sentimento de realização pessoal sem tamanho”, enfatiza a diretora.

Professor Carlos Ziemman e diretora Ivanilda de Melo.
Outra iniciativa foi a organização da “Sala de Recordações” com exposição de álbuns de fotografias, objetos antigos, camisetas dos formandos, troféus e os primeiros livros da Biblioteca Ruth Laus, uma verdadeira viagem no tempo.

A exposição dos trabalhos de artes ficará aberta ao público nesta quarta, quinta e sexta-feira, durante o horário escolar, ou seja, quarta e quinta-feira das 8 as 12 horas, das 13 as 17 horas e das 19 as 22 horas. E na sexta-feira somente no período diurno. Para fazer a visitação é preciso se identificar na secretaria da escola.