sexta-feira, 16 de outubro de 2015


Foto: Josiani Muriel da Silva
O mundo infantil ganha mais beleza com o trabalho lúdico realizado pelos profissionais e alunos das Oficinas Culturais.

O Projeto Oficinas Culturais esteve a todo vapor durante a semana de comemoração ao Dia das Crianças, em 12 de outubro. Ao total são 11 grupos que integram o projeto, e no decorrer da semana cinco intervenções representaram a Fundação Municipal de Cultura nos festejos em prol da criançada.
A primeira intervenção aconteceu na quarta feira, 7 de outubro, no turno da manhã no Centro de Educação Infantil Cantinho da Felicidade, onde a professora de canto, Anna Lehm, auxiliada pelas alunas Maria Helena Voos Vieira e Sofia Lessa, fizeram uma ação de musicalização com nuances de música e dança.

Foto: Josiani Muriel da Silva

A coordenadora do Projeto Oficinas Culturais, Josiani Muriel da Silva, realizou com os alunos do berçário uma de contação de “Histórinhas para bebês”. Josi, como é carinhosamente chamada por todos, explica que trata-se de uma atividade diferenciada, pois ao lidar com bebês é preciso escolher um tema que lhes chame a atenção. “Utilizei o violino. Toquei para eles, deixei que mexessem no instrumento e aproveitei um livrinho das minhas filhas que tem um fantoche dentro, e contei a história de um porquinho. Poucas palavras, muitos gestos e sons”, a coordenadora ressalta que em poucos minutos até os mais arredios se renderam. “Exige uma entrega total e muita sinceridade em cada gesto, em cada sorriso, em cada palavra, do contrário não consigo a atenção deles”, enfatiza Josi.
Foto: Josiani Muriel da Silva

No dia seguinte, 8 de outubro, foi a vez do grupo de flauta doce “As Borboletinhas”, visitar o CEI Cantinho da Felicidade no período vespertino, e acompanhadas pelo professor Edson Pereira, apresentaram cantigas de roda e desenvolveram brincadeiras com as crianças do Pré.
Na segunda-feira, 12 de outubro e o Dia oficial dos pequenos, aconteceu a Festa das Crianças, realizada pela comunidade ao lado da Policlínica Municipal José Olímpio e contou com o apoio da FMC. O grupo “As Borboletinhas” abriu a tarde de apresentações com suas cantigas de roda e em seguida o Coral de Libras, sob coordenação e regência da professora Sabrina Rodrigues fez sua participação.

Foto: Josiani Muriel da Silva