segunda-feira, 6 de junho de 2016





Na última quinta-feira, 2 de junho, foi realizada mais uma edição da Tarde do Beijú, no Museu Comunitário Engenho do Sertão. Esses encontros, realizados sempre na primeira quinta-feira entre os meses de abril a novembro, costumam ser verdadeiras pérolas que propiciam vivências que misturam num único espaço e evento, gastronomia típica, história, tradição, música, causos e, ainda, por acontecerem nos meses de frio proporcionam um cafezinho e um chazinho aconchegantes. Justamente, por serem tão especiais agregam a comunidade tradicional que compartilha seu ser, saber e fazer acerca do beíjú com estudantes, visitantes e população em geral.
E, naturalmente, a última edição não faltou nada disso. Muitas visitas que alegraram o encontro, entre eles os alunos do 5º ano II da Escola Básica Municipal Edith Willecke, acompanhados pela professora Berenice da Silva e a monitora Andriele da Silva. A meninada se divertiu com as histórias de Rosane Luchtenberg, coordenadora do Instituto BoiMamão parceiro da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas na realização das Tardes do Beijú, e puderam apreciar a famosa iguaria que nomeia o encontro, fresquinho saído do forno na hora, muitos pela primeira vez.
A presidente da Fundação de Cultura, Nívea Maria da Silva Bücker, explicou a meninada sobre os engenhos, o feito da farinha de mandioca e do beijíu. Ela ressalta que a vinda dos alunos é fundamental para que ao ver na prática o funcionamento da fornalha, as peças de engenho e a produção do beijú, eles levam para casa conhecimentos que jamais se perderam. “Aquilo que você vivencia, que manuseia, jamais será esquecido. Aqui as crianças além de verem com seus próprios olhos, os que quiserem podem aprender a fazer o beijú e inclusive, levar este conhecimento as suas famílias”, destaca Nívea.


As escolas que quiserem levar seus alunos as Tardes do Beijú devem entrar em contato com a Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas no telefone (47) 3264-7478. O próximo acontecimento será no dia 7 de julho.