sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Mais uma grande produção dos Cantadores de Engenho estreia nesta sexta-feira, 11 de novembro.

Na sexta-feira, 11 de novembro, às 20 horas, no Ponto de Memória Museu Comunitário Engenho do Sertão, os Cantadores de Engenho estreiam o show Farpas de Palmeira. O espetáculo é patrocinado pelo Fundo Municipal de Cultura de Bombinhas, trata-se do segundo projeto finalizado, e tem a realização dos Cantadores de Engenho e a produção da Tramela Produções.

A idealização é de Marcos Aurino Pinheiro, que inclusive é o proponente do Fundo de Cultura, o qual sempre teve o desejo de realizar uma produção artística com as pesquisas feitas a partir da herança negra em Bombinhas. Marquinhos, como é carinhosamente conhecido, é um renomado defensor, provocador, pesquisador e divulgador da cultura afrobrasileira, local. E tem essa característica marcante em diversas de suas composições, quer sejam canções, crônicas ou poemas, e também em seu trabalho realizado com a Capoeira da Angola. Há algum tempo detém um grande acervo a respeito da importância da herança negra na formação e na cultura bombinense, e ressalta que realizaria este trabalho um dia, mas o Fundo Municipal de Cultura veio viabilizar a concretização a curto prazo. “Essa memória foi apagada propositalmente da nossa história, devido ao processo político do pós-guerra a partir de 1950. Nós tivemos uma epopeia da açorianidade em nossa região, no entanto, também os colonizadores que vieram pra cá não eram brancos de olhos azuis, nós tivemos um embranquecimento proposital da nossa história”, ressalta Marquinhos. As composições são de Marcos Aurino Pinheiro, e o show traz essa homenagem e reforça a identidade cultural bombinense.

O espetáculo tem uma nova linguagem musical, traz novos elementos, mas com a linguagem dos Cantadores da cultura popular, com o acordeon, a viola caipira, os tambores, as texturas, as vozes e a oratória, conforme fala Aline Vieira. “O espetáculo não traz o negro estereotipado. É um 'Abrindo as janelas do tempo', como nosso trabalho anterior, com ênfase no negro. É o negro da roça, da benzedeira, da parteira, enfim, essas pessoas que fazem parte da nossa história e não são lembradas, não somente na nossa história, de forma muito significativa no Sul do Brasil, mas em Santa Catarina isso é muito evidente”, salienta Aline.

O espetáculo Farpas de Palmeira faz um mine circuito no mês de novembro em Bombinhas, com mais três exibições pelo Fundo Municipal de Cultura: dia 17, às 20 horas, na Pousada Vila do Farol, dia 23, às 19 horas, na EEB Maria Rita Flor e no dia 30 de novembro, às 20 horas, na EBM Edith Willicke, com entrada e classificação livres, mas com ingressos para controle de público, que devem ser retirados com os Cantadores de Engenho ou na Biblioteca Pública Municipal Cruz e Sousa.
Os Cantadores de Engenho é formado pelos artistas Aline Vieira, Marcos (Marquinho) Aurino Pinheiro, Cilene (Cil) Borba, Paulo (Gão) Goedert, Murilo Melo, Vinícios (Vini) Melo, José (Tonho) Olímpia, Carlos (Dudu) Eduardo Boaventura.