quinta-feira, 24 de novembro de 2016




Foto Bianaca Alcantara

Mais uma edição da feira de artes e artesanato recheada de atrações com o tema da dança.
No domingo, 13 de novembro, foi realizado a Balaio Cultural – Feira de artes e Artesanato, no espaço da feirinha de verão na rua Parati, desta vez com o tema “Movimento e dança”. O acontecimento realizado entre os meses de abril a dezembro, trouxe um público recorde, que pôde apreciar a gastronomia típica de feira e a produção artesanal e artística local. Já que o tema é dança, o que não faltou foram atrações em vários ritmos, com participação do público.
Foto Josiani Muriel da Silva
Os alunos do Projeto Oficinas Culturais, da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas – FMC, apresentaram cinco coreografias, todas de autoria da professora Jéssica Delgadinho. As alunas Sofia Lessa com a coreografia Red Queen, Maria Patricia da Silva que apresentou a coreografia Freedon e Maria Eduarda da Silva com a coreografia Strong, foram solistas. O Duo formado por Fernanda Possidonio de Sena e Talita Sena apresentou a coreografia Lay me down. O grupo Action Move, com nova formação, com os dançarinos João Manoel Pinheiro, Maria Eduarda da Silva, Maria Fernanda da Silva, Maria Patricia da Silva, Franciele Huber e Thabata da Silva exibiram a coreografia Money or Money.
Todo esse trabalho na construção de coreografia, nos ensaios exaustivos dos alunos culminaram em belíssimas atuações que encantaram os presentes. A coordenadora do Projeto Oficinas Culturais, Josiani Muriel da Silva, destaca o estímulo de uma apresentação ao ar livre. “Foi gratificante poder apresentar num evento como o Balaio Cultural. Primeiro por ser em Bombinhas e segundo porque foi diferente, eles nunca haviam se apresentado ao ar livre. Foi um desafio, mas se saíram muito bem e fizeram bonito mais uma vez”, ressalta Josi.
Foto Carine Laranjeiras
Outra apresentação encantadora foi a dança do ventre “Cores do deserto”, realizada por Carol Bayer e alunas, que utilizaram véus em sua coreografia e tiveram a dificuldade proporcionado pelo vento, e conseguiram brilhar ainda mais, a apresentação foi muito aplaudida. Já o grupo visitante, de Navegantes, Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU, apresentou o projeto “Dançando além do CEU”, um espetáculo que mistura teatro e dança, sob responsabilidade e coreografia da produtora Cultural Bianca Alcantara Baldo,
O projeto realiza a manutenção, difusão e circulação do grupo através de 10 apresentações pelos municípios da Amfri, e busca estabelecer o percurso construído pelas linguagens de formação do grupo e das experiências individuais de cada integrante. No repertório musical são revisitadas canções que fazem parte da cultura brasileira e internacional, E Bombinhas recebeu o projeto no último domingo no Balaio Cultural, que veio por meio de patrocínio da lei municipal de incentivo à cultura de Navegantes 2015, com execução em 2016.
Encerrou a feira uma animada intervenção de Zumba com Rosanne Leme, da Praia Gym Academia, uma parceira contumaz, com participação do público.

O Balaio Cultural – Feira de Artes e Artesanato acontece uma vez ao mês, é realizado pelo grupo de Artesãos e Artistas de Bombinhas – Gaab, com apoio da Fundação Municipal de Cultura – FMC.“Foi o Balaio com maior rotatividade de público, e a feira tem atendido as nossas expetativas cada vez mais. Em termos de venda também foi muito legal e já estamos nos preparativos para o último que acontece em 11 de dezembro”, comenta a artesã Carine Laranjeiras. Já a presidente do Gaab, Miriam Vaccarelli, ressalta que o Balaio Cultural – Feira de Artes e Artesanato integrou o Roteiro Cultural da Amfri, após a reformulação do segundo semestre. “Estamos muito felizes com todo o acontecimento, desde atrações, vendas, apoio da FMC e a mais recente conquista de sermos um dos atrativos do Roteiro Cultural”, destaca Miriam
Foto Bianca Alcantara