sexta-feira, 27 de janeiro de 2017


No final da tarde desta quarta-feira, 25 de janeiro, o Museu Comunitário Engenho do Sertão foi cenário de uma reunião entre os vereadores e a equipe da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas – FMC, com o objetivo de mostrar as ações da instituição nos últimos quatro anos e apresentar os projetos para o período 2017/ 20. A reunião foi conduzida pela presidente da FMC, Nívea Maria da Silva Bücker, que salientou a missão de proporcionar acesso e conhecimento da cultura, em suas diversas manifestações, a comunidade e visitantes, e valores: compromisso com a comunidade, respeito às diferenças culturais e valorização da cultura de base local.

A Fundação de Cultura foi criada através da Lei n° 61, de 26 de novembro de 2007, e tem como objetivo a criação e execução da política cultural no município, e ao assumir a pasta em março de 2013, Nívea teve duas ações prioritárias: a adesão ao Sistema Nacional de Cultura e a concepção de um planejamento estratégico para nortear os trabalhos durante os quatro anos de gestão. Este planejamento foi avaliado e refeito no final de 2016, com participação de toda a equipe da Fundação, elaborando ações, metas e calendário a serem executados a médio e longo prazos, além das diretrizes imediatas da FMC.

Todo esse apanhado foi repassado aos representantes do legislativo municipal, durante um café, com direito a degustação de Consertada. O presidente da Câmara de Vereadores, Alan de Souza, enfatiza o apoio ao trabalho da Fundação: “muito bacana a atitude da Cultura de apresentar aos vereadores o trabalho feito nos últimos quatro anos e também as propostas para os próximos quatro anos, muito legal mesmo. E a Câmara estará sempre à disposição pra ajudar, e na aprovação de algum projeto que venha a contribuir com a cultura em nossa cidade”.

Já a presidente da FMC destaca a relevância da reunião por propiciar o entendimento das ações realizadas e planejadas. “De fato nós trabalhamos muito pra fazer cada vez melhor, temos uma equipe engajada e metas definidas, também temos consciência da visibilidade do nosso trabalho, principalmente fora do município, e ter essa proximidade com os vereadores, mostrar detalhadamente o patamar em que estamos e onde queremos chegar, alicerça apoio e consolida parceria, principalmente no quesito políticas públicas. Na verdade todos somos peças importantes para se alcançar um objetivo maior”, ressalta Nívea Maria, que ainda, acentua a importância da manutenção da cultura de base e o registro da história: “um povo que não tem história, não é nada, não é ninguém. Se a gente não sabe de onde veio, não sabe pra onde vai. E isso não é somente no individual, é na cidade, na comunidade, é um estado, é um país”.

Além do presidente da Câmara Alan de Souza, participaram da reunião os vereadores Márcia Pinheiro, Lourdes Matias, Átila de Oliveira, José Antônio Olímpia, Edion Odorizi e Carlos Eduardo de Campos