segunda-feira, 15 de maio de 2017


Três dias intensos de muita discussão e trabalhos marca o VII Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura, em Treze Tílias.

Entre os dias 10 e 12 de maio foi realizado o VII Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura, em Treze Tílias, com a participação de, aproximadamente, 200 pessoas. O evento reúne prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, dirigentes da área cultural e servidores da administração pública envolvidos com a gestão cultural, e tem por objetivo proporcionar a integração das regiões catarinenses e promover o debate das políticas públicas do setor, com a ampliação do diálogo entre o Ministério da Cultura – MinC, as prefeituras e o Governo do Estado.

A solenidade de abertura contou com a presença do prefeito de Treze Tílias e presidente da Associação dos Municípios do Meio Oeste Catarinense – AMMOC, Mauro Dresch, do prefeito de Luzerna, Moisés Diersmann, que representou a Federação Catarinense de Municípios – Fecam, do presidente da Fundação Catarinense de Cultura – FCC, Rodolfo Pinto da Luz, com a representante do Minc, Cláudia de Oliveira Cabral Santos, com a secretária de Cultura anfitriã, Gabriela Rugere de Oliveira Jorge e com a presidente do Congesc Roselaine Vinhas.

Os três dias tiveram uma programação intensa com oficinas, palestras, reunião extraordinária do Congesc, apresentações artísticas preparadas especialmente para o acontecimento e, por fim, a assembleia geral, na manhã de sexta-feira, 12, onde foi referendada a Carta de Treze Tílias e realizada a votação do município que sediará o VIII Fórum.

O presidente da FCC, professor Rodolfo Pinto da Luz, ressaltou que a criação do Sistema e do Plano Estadual de Cultura é prioridade e deseja que estejam em votação no legislativo até meados de julho deste ano. A diretora do Departamento de Desenvolvimento do Minc, Cláudia de Oliveira, destacou que em Santa Catarina são 201 municípios que fizeram sua adesão ao Sistema Nacional de Cultura, mas apenas 21 estão com as informações totalmente concluídas, e Bombinhas está entre estas 21 cidades. “Dos dois mil e poucos municípios do Brasil apenas 200 e pouco concluíram o processo, os demais estão pendentes”, ainda garantiu que estas cidades, independente de seus estados estarem aderidos ao Sistema completamente ou nem mesmo inciado, receberão do Governo Federal um recurso específico, possivelmente, até o final do ano.

A presidente do Conselho dos Gestores Municipais de Cultura de Santa Catarina – Congesc, Roselaine Vinhas, agradeceu os anos em que esteve à frente do comitê gestor e os esforços empreendidos por todos na realização do VII Fórum. “Lembro a todos uma frase que sempre falo, mas não é minha, é do professor Rodolfo 'é no município que tudo acontece', não esqueçam”, Roselaine repassou a direção a nova diretoria na manhã de sexta-feira, e juntamente aos colegas foram homenageados com uma poesia declamada pela poetisa bombinense Marcia Sena, acompanhada no violão pelo gestor de cultura de Rio Negrinho e e atual coordenador de comunicação do Congesc, Adilson Figueiredo de Andrade.

A presidente do Congesc para o biênio 2017/18, Nívea Maria da Silva Bücker, em nome dos companheiros de diretoria, salientou o exemplo de organização e instância de debate do Conselho. Também, agradeceu a equipe de trabalho da Fundação de Cultura de Bombinhas ao dizer: “que o trabalho que realizam é que me dá base para trabalhar pelo Estado”, agradeceu a prefeita Paulinha e o vice-prefeito Paulinho pela autonomia na gestão cultural de Bombinhas e apoio ao assumir o Comitê Gestor, a Associação do Municípios da Foz do rio Itajaí – Amfri, a qual é presidente, pelo total apoio e que estava com representatividade de todos as cidades no Fórum, e por fim, agradeceu a Fecam, na pessoa da assessora técnica, Raquel Pedroso, por todos os esforços no trabalho realizado pelos municípios e regiões. “Não importa o tamanho do município, porque a cultura está dentro de cada um de nós, somos nós, pessoas, que independente de governo fazemos cultura. Então, cabe a nós gestores fomentarmos isso e criarmos políticas públicas para que seja realmente instituído dentro dos municípios, regiões, estado e pais”, enfatizou Nívea Maria.

Ao final a Carta de Treze Tílias foi debatida e aprovada pela assembleia, a qual após assinatura do presidente da Fecam será encaminhada a todas as esferas institucionais e imprensa. Logo após, num momento de descontração e muito barulho, Bombinhas foi eleita cidade-sede do Fórum 2018, desbancando Gaspar, Rio do Sul e Cocal do Sul.

A promoção do VII Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura é da Fecam, do Conselho dos Gestores Municipais de Cultura de Santa Catarina – Congesc e da prefeitura de Treze Tílias, com apoio da Associação de Municípios do Meio Oeste Catarinense – AMMOC e das demais Associações de Municípios de Santa Catarina.


Comitê Gestor para o biênio 2017/18 do Congesc:
Presidente: Nívea Maria da Silva Bücker – Município de Bombinhas (Amfri)
Vice-presidente: Jaime Luis – Passo de Torres (Amesc)
Secretário: Juarez Fogaça – Cocal do Sul (Amrec)
Secretária-adjunta: Viniane Bueno – Canoinhas (Amplanorte)
Coordenador de comunicação: Adilson Figueiredo de Andrade – Rio Negrinho (Amunesc)
Coordenador de formação: Oladimir Odi Rese – Ipira (Amauc)