terça-feira, 23 de maio de 2017




Segundo Pijama Literário propicia noite recheada de encantamento na Biblioteca Cruz e Sousa.

A sexta-feira chuvosa de 19 de maio marcou a segunda edição do Pijama Literário, realizado pela Biblioteca Pública Municipal Cruz e Sousa, na Casa de Cultura Piana do Crivo. Com o tema “Pesca artesanal da tainha”, 15 crianças, entre seis e 11 anos, tiveram uma noite diferenciada, e, com certeza, inesquecível que aliou diversão e conhecimento, com direito a dormir na Biblioteca.

Assim que se despediram de seus pais iniciaram as atividades, a primeira delas colagem, ainda tiveram uma oficina de conserto de rede, com o pescador aposentado Acácio da Silva, jantar temático, como prato principal tainhas assadas feitas por Márcia Sena, bailinho, historinha pra dormir, assistiram ao filme “Antes do inverno” e dormiram na sala de cinema da Casa de Cultura. E não teve vento, chuva ou frio que diminuísse a empolgação ou a diversão.

A ideia surgiu no intuito de fomentar cada vez mais a leitura, e, desta forma, mostrar toda a magia que reside nas bibliotecas. Lembrando que o incentivo à leitura é uma das diretrizes do Plano Municipal de Cultura e também do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, este último em fase de implementação.

Os irmãos Nicolas e Joaquim Siegl, 10 e seis anos respectivamente, corriam pra todo lado e, trajados com uniformes de futebol, ostentavam sorrisos largos. “Foi tudo legal, o que mais gostei foi a colagem, também gostei do tio da rede, mas não vou conseguir fazer sozinho”, comenta Nícolas. Já Kamilly de Oliveira Teixeira, sete anos, e moradora de Bombinhas ha quase um ano, conta que vivenciou novas experiências. “Gostei de tudo, foi tudo legal, mas a parte que eu mais gostei foi de compartilhar, nunca tinha feito isso antes”, kamilly se refere ao piquenique feito depois do bailinho com as guloseimas que cada um trouxe de lanche.

Nívea Maria da Silva Bücker, presidente da Fundação Municipal de Cultura, explica que o acontecimento foi uma feliz ideia da bibliotecária Patrícia Vilma Pinheiro da Silva, e realizada a muitas mãos. “O acervo de nossa biblioteca é muito vasta, e nos últimos três anos ganhou centenas de títulos infantis e infantojuvenil, nossa intenção é proporcionar aos cidadãozinhos a inserção nas viagens maravilhosas que os livros oferecem, sem sair do local onde vivem e com a valorização da nossa identidade cultural. Pela alegria de cada um não tenho dúvidas que o objetivo foi alcançado”, destaca Nívea. Além de Nívea Patricia Vilma e Márcia Sena, também integraram a equipe de organização e realização: Tábata Torres, Anna Lehm, Marília Dias, Josiani Muriel da Silva, Jane Rau, Deisi Cristina Melo de Souza e Marcos Tobias.

Na manhã de sábado, após tomarem café da manhã juntos, cada um foi para sua casa, conforme cada pai chegava, levando consigo um pouco mais deste mundo inimaginável que habita em cada biblioteca.