terça-feira, 13 de junho de 2017


 Final de semana repleto de atividades culturais aquece o inverno bombinense.

O final de semana de 10 e 11 de junho, foi agitado culturalmente em Bombinhas, com dois acontecimentos que tiveram a adesão massiva da comunidade: Festa de Santo Antônio da Igreja Matriz e Balaio Cultural. No festejo do Co-Padroeiro da Comunidade de Bombas, a criançada da catequese preparou uma linda quadrilha, e na mesma sintonia ficou a Escola de Educação Básica Maria Rita Flor que, também, preparou uma quadrilha, apresentou um espetáculo de dança e o bicharedo do animado Boi de Mamão da escola fez a festa no salão paroquial. Em seguida, o Grupo Folclórico Mixtura encantou a todos com seu bailado de raízes açorianas.

No domingo foi a vez do Balaio Cultural – Feira de Artes e Artesanato, primeira edição de 2017, transbordar de apresentações artísticas e aquecer o inverno bombinense. No final da manhã a contadora de histórias Florisbela, toda colorida, personagem da professora Rosangela Boeno, aportou na feira carregada de livros e bonecos, e fez a festa das crianças e grandinhos. A tarde iniciou com um sol que reinou absoluto o restante do dia, e abraçou a apresentação do Grupo Folclórico Mixtura, que uma vez mais, encantou os presentes, logo em seguida só dava bolhas de sabão no horizonte bombinense, com a intervenção de Tainá da Silva e Marina Veit da “Aluamar”. E finalizou o dia o espetáculo “Tia Tana do Dercino”, da Cia Sandra Baron, que também realizou intervenções com a vó Ana Francisca e a Mala Ralf, teatro lambe-lambe.


Durante todo o dia, cerca de 800 pessoas passaram pela feira e puderam adquirir produtos artesanais e artísticos além de consumir as delícias da culinária típica de feira, outra atração disponibilizada nas barraquinhas desta edição foi a apresentação do livro “101 poemas do mar”, do escritor Luciano Teixeira.

O Balio Cultural acontece uma vez ao mês e tem por objetivo aproximar a comunidade da produção artística, artesanal e gastronômica local, integra o Roteiro Cultural da Amfri desde o segundo semestre de 2016 e é realizado pelo Grupo de Artesãos e Artistas de Bombinhas – Gaab, com o apoio da Fundação Municipal de Cultura. Laura Cristina Dutra Rogero chegou por volta das 14 horas em companhia da filha Marcela, de sete anos, e adorou a tarde. “Achei tudo muito legal, eu trouxe a Marcelinha pra ver o Mixtura, que ainda não tinha visto, e é bom mostrar as crianças o conhecimento da diversidade cultural. Depois elas brincaram com as bolhas de sabão, agora os contos da Sandra Baron, tudo maravilhoso. Sem contar que na feirinha as pessoas são acolhedoras”, comenta Laura.

Ainda, vale salientar, que o Mixtura estava radiante, pois, nesta segunda-feira, 12 de junho, completou 18 anos de uma feliz e realizada existência. O próximo Balaio Cultural acontece no dia 23 de julho.