terça-feira, 6 de junho de 2017


Espiritualidade e cultura de mãos dadas


A Comunidade bombinense celebrou, de 2 a 5 de junho, sua 2ª Festa do Divino Espírito Santo, encabeçada pela Comunidade de Nossa Senhora dos Navegantes, em grande estilo, com toda a realeza que o festejo pede, mas, principalmente, com a espiritualidade esperada. Já na sexta-feira o desfile do Cortejo Imperial formado pela corte com 29 integrantes, mais sete dons, uma criança representando Nossa Senhora, os bandeireiros, a Banda Municipal de Balneário Piçarras que tocou em dois desfiles do cortejo, os pais do casal imperial, a comitiva do Divino Espírito Santo e os fiéis, curiosos e visitantes que acompanharam os desfiles.

No dia 3, sábado, foi a vez das sete Bandeiras do Divino Espírito Santo retornar a Paróquia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, com o dever e missão cumpridos, cheios de relatos de graças, esta missa normalmente realizada na Igreja Matriz, este ano, também, foi feita na Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes.
O grande dia de Pentecostes iniciou com chuva durante a madrugada, mas assim que o céu clareou um sol digno do Divino reinou toda a manhã, o que proporcionou um lindo desfile do Cortejo, prestigiado pela prefeita Ana Paula da Silva, a Paulinha, conduzindo sua Bandeira do Divino. A emoção era visível tanto nos adolescentes e crianças, quanto nos adultos do Cortejo e também nos pais, familiares, amigos e comunidade em geral que orgulhosa não perdia um único detalhe.

O pároco local, Padre Silvano de Oliveira, presidiu três das celebrações do festejo, e falou da devoção do povo bombinense e sua dedicação na realização da festa: “este ano nós vemos que está ainda mais bonito que no ano passado, e meu conselho a vocês é para que a cada tomada de decisão, por menor que seja, que não a façam sem antes fazer uma oração e consultar o Divino Espírito Santo”. A prefeita Paulinha, também, elogiou a dedicação da comunidade na organização do festejo e enfatizou que seguirá o conselho do pároco. “Eu e o Paulinho queremos homenagear a toda a comunidade católica de Bombinhas, que preparou com tanto capricho este dia tão lindo e tão emocionante. Eu seguirei seu conselho padre, quando eu tiver que tomar alguma decisão pedirei a orientação ao Divino Espírito Santo”, ressalta Paulinha.
Ainda, durante a missa, foi realizado o sorteio do casal imperial de 2018, haja vista, haver muitos adolescentes interessados em conduzir a corte do próximo ano. Usarão a coroa em 2018 os jovens Artur Frota e Laís da Mata. Ao término da celebração foi servido almoço no salão paroquial e no finalzinho do dia a domingueira correu solta até as 22 horas.
Na segunda-feira, com a missão cumprida, a comunidade participou da Missa de Ação de Graças em que o casal imperial de 2018 recebeu a coroa e o manto. Logo em seguida foi servido um jantar, onde o significado da partilha no total sentido da semântica foi concretizado, pois o Pentecostes, a Festa do Divino Espírito Santo é justamente uma grande partilha de fé, emoção, devoção, união e gratidão.

A Festa do Divino Espírito Santo de Bombinhas contou como o apoio do Núcleo de Estudos Açorianos – Nea da Ufsc, da Prefeitura de Bombinhas e da Fundação Municipal de Cultura, além da dedicação da comunidade bombinense. Que venha o festejo de 2018!