sexta-feira, 7 de julho de 2017


Em solenidade singela na Sol, são empossados os 21 conselheiros culturais para a gestão 2017/1019.

Nesta terça-feira, 4 de julho, tomaram posse os membros do Conselho Estadual de Cultura, com vigência até 2019, ao todo 21 conselheiros, entre eles a presidente da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas, presidente do Colegiado da Amfri e presidente do Conselho de Gestores Municipais de Cultura de Santa Catarina – Congesc, Nívea Maria da Silva Bücker, que assume uma cadeira por meio do Congesc.

A solenidade, realizada no final da tarde na Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte – Sol, em Florianópolis, contou com a presença de representantes dos setores culturais, tanto do poder público, quanto da sociedade civil, do presidente da Fundação Catarinense de Cultura – FCC, professor Rodolfo Pinto da Luz, do secretário Estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan e, ainda, da presidente do Conselho até o presente momento, Roselaine Vinhas, também secretária de Cultura de Chapecó e do atual presidente do Conselho, Marcondes Marchetti, indicado pelo governador Raimundo Colombo, para ocupar tal função. Além da posse dos novos conselheiros a grande notícia do dia veio por meio do secretário Pavan que anunciou que o projeto de Lei que institui o Sistema Estadual de Cultura – SEC, está em tramitação na Assembleia Legislativa.

Emocionada Roselaine Vinhas falou das conquistas do Conselho. “Foram anos de muitas lutas e muitas alegrias e encerrar nosso mandato com a notícia de que o projeto de lei que, finalmente, institui o Sistema Estadual de Cultura vai para a Assembleia Legislativa, nos faz entender que entregamos o bastão com o dever e a missão cumpridos”, ressalta Roselaine, que, ainda enfatizou: “esta é batalha do Congesc de muitos anos, sempre presente nas pautas debatidas em encontros estaduais, uma conquista sem precedentes tanto para o Congesc, quanto para o Conselho Estadual e um marco na história da Cultura Catarinense”.

O professor Rodolfo agradeceu o apoio do Conselho, ressaltou que o trabalho conjunto foi uma conjugação de esforços e explicou que para este ano serão executadas as determinações legais “mas queremos continuar com o apoio do Conselho para que possamos ampliar o orçamento para o próximo ano, que dê condições de trabalho e não vivamos de sobressaltos, precisamos de uma política pública de estado e o Sistema Estadual de Cultura dá estabilidade para a política cultural catarinense”, conclui o presidente da FCC.

E Bombinhas chega pela primeira vez ao Conselho Estadual de Cultura, Nívea explica que sua presença na esfera mais alta do estado quanto aos Conselhos de Cultura é uma grande vitória para a cultura bombinense, da região da Amfri e de todo o estado que ela representa por meio do Congesc, mas também um grande desafio. “Somos um estado com muita diversidade cultural, são mais de 23 etnias, realidades diversas, formada por municípios pequenos a metrópoles como Joinville e Florianópolis, pensar e trabalhar políticas públicas que atendam a todos em igualdade é de fato um desafio, mas trabalhamos as 21 microregiões catarinenses unidas, e dessa forma conseguimos um norte cultural igualitário, no entanto, respeitando as similaridades de cada cidade”.

Ao final os presentes puderam deleitar-se com a belíssima apresentação do Quinteto de Cordas da Camerata de Florianópolis.

Conselho Estadual de Cultura 2017/2019
Membro nato:
Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, presidente da FCC
Representantes governamentais:
Carin Heloisa Hahn da Silva Machado
Neyla Maria Baú Caramori
Luiz Fernando Spessatto
Lúcio Rebello
Luiz Carlos Laus de Souza
Carlos Holbein Antunes de Menezes
Eugênio Pascele Lacerda
Nívea Maria da Silva Bücker
Maristela Alves de Medeiros
Marcondes Marchetti

Representantes da sociedade civil:
Marcelo Pereira Seixas, representando a Associação dos Artes Educadores do Estado de SC – AAESC
Ivan Zomer Beretta, representando a Ordem dos Músicos
Acyr Osmar de Oliveira, representando a Comissão Catarinense de Folclore
Daiane Dordete Steckert Jacobs, representante da Federação Catarinense de Teatro – Fecate
Carlos Eduardo Mendes Paredes, representante da Cinemateca Catarinense
Libertao Manoel Pinheiro Neto, representando da Academia Catarinense de Letras – ACL
Maxwell Sandeer Flor, representante da Associação Profissional de Dança – Afrodança
Luiz Nilton Corrêa, representando o Instituto Histórico e Geográfico de SC – IHGSC
Thiago Guimarães Costa, representante da Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais – ACCR
Manoel Inácio Camilo Carreira, representante da Federação das Associações de Artistas Plásticos de SC – FAAPSC.