sexta-feira, 11 de agosto de 2017



Com 56 anos de existência Coral formado por maioria absoluta com mais de 60 anos de idade, emociona comunidade bombinese.

Na noite desta quinta-feira, 10 de agosto, a Associação Coral de Florianópolis, conduzida pela batuta do Maestro Tibi Laus (Luiz Carlos Laus de Souza) e do regente convidado Guilherme Albanaes, apresentou o “Concerto Açoriano” em Bombinhas, no auditório Dona Dinha – Alair Maria Stapait, da EEB Maria Rita Flor, proporcionando à comunidade uma noite glamourosa, com direito a um programa alusivo as raízes da identidade cultural do litoral catarinense.

Os integrantes do Coral, a maioria acima de 60 anos, tanto que alguns precisaram cantar sentados, distribuídos entre sopranos, mezzo sopranos, contraltos, baixos, barítonos e tenores, donos de uma técnica vocal admirável com timbres limpos e vozes puras, propiciaram uma noite regada a emoção e magia a quem se fez presente.
A abertura foi feita pelo Coral Infantojuvenil Encanto, fruto do Projeto Oficinas Culturais da Fundação Municipal de Cultura – FMC, que cantaram duas canções da peça “Saltimbancos”, de Chico Buarque: Minha canção e História de uma gata, sob regência da professora Anna Lehm.

Em seguida o programa com dez peças foi executado, com acompanhamento do pianista Vanderlei Jochem e solos de Nivaldo Carionie e Guilherme Albanaes. E reservaram para o final a canção “Encontros e despedidas” de Mílton Nascimento, em homenagem à acolhida bombinense, que foge ao programa açoriano, mas reflete todo o sentimento da noite.

A cantora e regente Anna Lehm, com mais de 15 anos de atividade, resume a emoção de assistir tal espetáculo: “Foi uma experiência única e muito especial. Ver a alegria e a fascinação dos meus alunos, crianças, adolescentes, adultos e idosos reunidos através do canto. Todos afinados e em perfeita harmonia. Realmente, não há idade para a música”, conclui a professora Anna Lehm.

A Associação Coral de Florianópolis esteve na península com o patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Fundação Catarinense de Cultura, com o apoio e convite da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas.