quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018


Foto Marcinha Ferreira

Cerca de 600 pessoas participam do Baile Infantil de Carnaval em Bombinhas.

Foto Marcinha Ferreira
No domingo, 11 de fevereiro, a Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas realizou mais um Baile Infantil de Carnaval, pelo quarto ano consecutivo organizado pela instituição e realizado na Casa de Cultura Piana do Crivo. Em 2018 a participação superou as expectativas e chegou a um público de, aproximadamente, 600 pessoas, entre papais e crianças, inclusive muitos bebês, que se divertiram pela tarde afora, até as 20 horas. Nem mesmo a pancada de chuva que ocorreu por volta das 17 horas, foi capaz de desanimar a turminha que dançou, brincou, riu a valer, quem quis pôde pintar o rostinho e aproveitar a neve em pleno verão tropical bombinense. A dupla de palhaços Caju e Tartaruga, da Troupe Tartacircus, foram os responsáveis pela neve ao levar para o baile uma máquina que propiciou mais esse atrativo para a criançada, e, também, conduziram a recreação com direito a muitas brincadeiras e até um desfile de fantasias.

Foto Luiz Felipe de Melo
As “arteiras” Anna Lehm, Carine Laranjeira e Rosângela Boeno criaram verdadeiras obras de artes com as pinturas faciais, o que deixou a meninada ouriçada, este ano foram mais de 120 crianças que tiveram seus rostinhos pintados. Os campões foram as unicórnios e os super-heróis, mas, também teve muitas fadas, princesas, magos, personagens do Walt Disney e até a morte com foice e tudo andou pelo baile.

A foliã Maria Zulma de Melo Catarina e a netinha de quatro anos, estavam empolgadas, a pequena fantasiada de princesa ostentava uma bela borboleta azul pintada no rostinho. Ela comenta que a brincadeira de Momo este ano estava tão bom, quanto no ano anterior: “Eu acho que essa festa que a Cultura promove deve continuar sempre, porque as crianças gostam muito, e o que importa é vê-las felizes”, destaca Maria Zulma. Já Sandra Mara Novelleto, mãe da pequena Dani de três anos que há quatro brinca no Baile Infantil, já confirmou presença no ano que vem. “Está cada ano melhor, a cada ano que a gente vem se diverte mais e fica mais tempo na festa. E as crianças adoram e isso é o mais importante. Ano que vem estaremos aqui de novo”.



tarde foi comandada pelo DJ Alexandre Medeiros e os integrantes do Grupo de Boi de Mamão Eira meu Boi encabeçaram a cantina, que tem sua renda em prol da manutenção do folguedo, que este ano completa quatro anos de manutenção da tradição.

Foto Marcinha Ferreira