sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018


Música brasileira, genuína, é apresentada para moradores e visitantes, gratuitamente.

O Cultura na Rua desta quinta-feira, 15 de fevereiro, trouxe uma atração diferenciada na Feirinha de Artesanato do Centro, o show foi por conta do músico Alfredo Coelho que toca violão de sete cordas e apresenta repertório de choro com o intuito de valorizar a música instrumental brasileira e sua riqueza cultural. E além de tocar com maestria, dá uma verdadeira aula sobre o estilo musical. A cada composição apresentada ele explica o contexto em que a canção foi composta e aproxima o autor do público com as peculiaridades acerca de cada artista.

Foi assim com os renomados Pixinguinha, Heitor Villa-Lobos, Ernesto Nazareth, Dilermando Reis, entre outros, algumas músicas autorais e encerrou o show com o famoso “Tico-Tico no fubá” de Zequinha de Abreu. Com uma serenidade única Alfredo defende com firmeza o estilo musical, ainda não muito conhecido no gosto popular. “A música define a identidade cultural de um país e por isso, manifestações genuinamente brasileiras, como o choro, precisam ser valorizadas”, enfatiza o artista, que, ainda, cita Villa-Lobos: “Choro, a verdadeira encarnação da alma brasileira”.

A moradora do bairro de Bombas Maria Conceição Nóbili, viu a divulgação na página da Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas no facebook e mesmo tendo compromissos muito cedo no dia seguinte, não quis perder a ocasião e foi conferir. “Sou uma apreciadora de Choro, não podia perder a oportunidade de prestigiar a música brasileira. Não conhecia o artista, não sabia que Bombinhas tem um músico dessa categoria que toca Choro. Estou encantada.”, ressalta Maria.


O Cultura na Rua é realizado pela Fundação de Cultura durante os meses de janeiro e fevereiro, às quintas-feiras nos bairros de Bombas, Centro e Canto Grande, de forma itinerante. E na próxima semana realiza o último espetáculo dessa temporada com a apresentação do grupo Sarau Afro-açoriano, às 21 horas, no bairro Canto Grande, ao lado da Igreja São Sebastião.