segunda-feira, 2 de abril de 2018


Foto Cook Mella



Encenação da Paixão de Cristo em Bombinhas, feita pela comunidade paroquial, reúne mais de 700 pessoas na procissão.


Foto Cook Mella
A Sexta-feira Santa, 31 de março, contrariando as previsões climáticas, amanheceu ensolarada, nem de perto lembrava a noite chuvosa anterior. Durante a tarde algumas nuvens retornaram ao céu, mas não impediu a realização da Encenação da Paixão de Cristo, feita por um grupo de mais de 40 pessoas da comunidade da Paróquia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de Bombinhas. Já passava das 18 horas quando a Via Sacra encenada começou na porta da Igreja Matriz e já de cara surpreendeu aos presentes pelo realismo das cenas em que Jesus é açoitado pelos soldados, Maria limpa o chão ensanguentado e Pilatos lava as mãos. Em procissão o cortejo seguiu pelas ruas e uma a uma as estações foram interpretadas pelo grupo. A emoção, muitas lágrimas rolando livremente, era visível no rosto das pessoas que seguiram em oração e louvor durante todo o trajeto.

Foto Cook Mella
Por fim, o cortejo liderado pelo pároco local Padre Silvano Oliveira, com a condução musical de Jader Fino Osnildo da Silva, Helliton Costa, Patrícia Vilma Pinheiro da Silva e Bruna Martins, chegou à Capelinha de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, no morro do cemitério, onde foi realizada a crucificação de Cristo. Este ano, o jovem músico e bombeiro, Lenício José Mendes interpretou Jesus e casou admiração pela semelhança com o imaginário acerca do Mestre. E sua esposa, Camila da Silva Peixer Mendes, ficou com o papel de Maria. Lenício fala que é um pedido do Papa Francisco que a igreja saia da igreja, que ela vá para o mundo: “e foi isso que nós fizemos. Confesso que tive medo, pois, sabia o tamanho da responsabilidade, também não me sentia digno, mas aos poucos Deus foi me capacitando, me dando força e coragem”, ressalta o jovem com humildade, que em outros anos já foi soldado e Pilatos, e ainda destaca “o intenso amor de Deus nos olhares e nas lágrimas das pessoas que acompanhavam a procissão, e me abraçaram no domingo de Páscoa”, Lenício se refere a missa realizada no domingo pela manhã, onde a 15ª estação foi encenada.

Foto Cook Mella
Rosângela Novack participou pela primeira vez da encenação, interpretou a esposa de Pilatos, Cláudia, e teve além da companhia dos amigos, o esposo Welinton que fez Cirineu e a filhinha Alice, de apenas cinco anos, que fez a filha de Verônica, ela conta a emoção de vivenciar este momento em família. “Sempre sonhei em ver meu esposo na caminhada comigo e nós três podermos servir juntos nessa missão não há palavras para explicar. Deus me deu muito mais que eu mereço”, conclui a jovem Rô, como é chamada por todos.

Além dos jovens citados, também integraram o elenco: Daniel Oliveira, Larissa Zeferino, Anne Crisitine de Melo, Eduardo Serpa, Marcinho Santos, Renan Pinheiro Cruz, Gustavo Soares, Tiago de Souza, Valdecir Antônio Nonnenmacher, Noé da Silveira, Kauan Alexandre Silva, Lucas Pinheiro, Consuelo Bezerra de Araújo, Maria José da Silva, Maria Francisca da Silva Pinheiro, Valdete Alaíde Pinheiro, Edla Regina Pinheiro Cruz, Arlete Maria de Oliveira, Clair Ritter da Silveira, Tibúrcia Melo, Laurinha Prá, Ana Cristina Dias Narcizo, Márcia Odete Pinheiro, Maria Lucia Silva, Deisi Bernardo da Silva, Fernanda Nadir da Silva, Gilson dos Anjos, Alcedir do Espírito Santo, Jacó Hack, Alice Pinheiro, Ayla Lavinia dos Santos e os coroinhas de todas as comunidades bombinenses. A coordenação geral e produção é da Marcinha – Márcia Cristina Ferreira e de Vanessa Pinheiro. Os registros fotográficos foram feitos por Cook Mella, e a encenação contou com o patrocínio de: Márcia Pinheiro, Iara e Patico Pinheiro, Sabrina e Felipe Pinheiro, Construtora Dallagnolo, Vânia Pinheiro, Geni da Cruz Pinheiro, Rômulo Duarte e Fátima Prá. E, com o apoio da Polícia Militar, Prefeitura de Bombinhas e Empresas Vila do Farol.

Na missa de Páscoa no domingo Jesus apareceu ressuscitado ladeado por Maria, Maria Madalena, João, Maria de Cléofas e os apóstolos, em mais um momento de grande emoção. Ainda, nesta missa as sete Bandeiras do Divino Espírito Santo de Bombinhas foram enviadas para cumprir sua missão de visitação pelos próximos 50 dias, rumo ao Pentecostes em 20 de maio.

Foto Cook Mella