terça-feira, 22 de maio de 2018

Foto Marcinha Ferreira


Comunidade bombinense festeja a 3ª edição da Festa do Divino Espírito Santo em grande estilo e emoção.


Foto Marcinha Ferreira
A Comunidade bombinense celebrou, de 18 a 21 de maio, a III Festa do Divino Espírito Santo, encabeçada pela Comunidade de Nossa Senhora dos Navegantes, com a participação das demais seis comunidades que compõem a Paróquia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Foram quatro dias de muito louvor, devoção, emoção e manutenção da tradição, reiterando a religiosidade como uma das maiores heranças culturais luso-brasileira.

Foto Marcinha Ferreira
O festejo iniciou na sexta-feira, 18, com o desfile do Cortejo Luminoso seguido de missa, e no sábado foi realizada a missa de Chegada das sete Bandeiras do Divino Espírito Santo de Bombinhas, que retornaram com a missão cumprida de visitação de casa em casa, nos 50 dias de caminhada.


Foto Marcinha Ferreira
O dia de Pentecostes, 20 de maio, iluminado por um sol radiante, proporcionou um lindo desfile do Cortejo Imperial prestigiado pelo prefeito Paulo Henrique Dalago Müller que conduziu a Bandeira do Município. A emoção era visível tanto nos adolescentes e crianças do Cortejo, como também em seus pais, familiares, amigos e as Comitivas do Divino, sem falar na comunidade em geral que orgulhosa não perdia um único detalhe do desfile.

O pároco local, Padre Silvano de Oliveira, falou da devoção do povo bombinense e sua dedicação na realização da festa, mas ressalta que é necessário ser Pentecostes todos os dias do ano. “Mesmo a pessoa sendo de uma cultura totalmente diferente da nossa, se ela agir conforme o pedido do Espírito Santo, da Santíssima Trindade, ou seja, se aquela pessoa estiver vivendo o amor, nós entenderemos sua mensagem e até a língua dela”.

Foto Marcinha Ferreira
Após a celebração foi servido almoço no salão paroquial. Em seguida a comunidade se deliciou com uma domingueira, pra lá de animada. Na segunda-feira, 21, aconteceu a missa de Ação de Graças e apresentação do casal imperial de 2019 Rafaela Renata Mafra e Nícolas Almeida da Silva, que foram escolhidos por meio de sorteio realizado durante o almoço de domingo. Os dois jovens foram vestidos com os mantos e seus pais receberam a coroa e o cetro. Logo após, foi servido um jantar de confraternização, onde o significado da partilha no total sentido da semântica foi concretizado, pois o Pentecostes, a Festa do Divino Espírito Santo é justamente uma grande partilha de fé, emoção, devoção, união e gratidão.

Comovidos, os pais de Arthur e Laís, casal imperial deste ano, Giliard Altair Pinheiro e Carolina Pinheiro Frota e Cleice Pinheiro não esconderam ser este um dos grandes momentos inesquecíveis de suas vidas: “Foi maravilhoso! Tudo que nós fizemos foi com muito carinho e dedicação perante a sociedade, junto com a nossa comunidade. E nós só temos a agradecer o Divino Espírito Santo no nosso corpo e nas nossas famílias, porque trabalhamos não pra nós, mas pra Ele. E trabalhar pra quem a gente não vê é esplêndido”, ressalta Cleice Pinheiro.


Foto Marcinha Ferreira