terça-feira, 12 de junho de 2018




Conselheiros Municipais de Cultura formalizam reconhecimento ao Ministério da Cultura, pela realização de oficina de capacitação do Edital de Culturas Populares em Bombinhas.

Na última reunião ordinária do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Bombinhas – ComCultura, realizada no dia 11 de junho, os conselheiros por unanimidade aprovaram uma Moção de Aplausos à Oficina de Apresentação e Orientações do Edital do Prêmio “Culturas Populares – Edição Selma do Coco”, realizada pelo técnico Alexandre Gouveia Martins, no dia 26 de maio no município de Bombinhas.

O acontecimento, gratuito e aberto ao público, explanou sobre o edital, com o objetivo de capacitar agentes e produtores culturais a inscreverem projetos. Tal ação promove o fortalecimento das políticas públicas de cultura voltadas a salvaguarda do patrimônio cultural imaterial, que é de fundamental importância para a manutenção dos fazeres tradicionais da comunidade bombinense. Por este motivo, o ComCultura formaliza a condecoração por meio de Moção por ser uma forma de reconhecer o trabalho do Ministério da Cultura, não só em lançar o edital e gratular iniciativas e mestres que mantêm a cultura tradicional brasileira, mas também em promover a capacitação dos envolvidos no setor cultural e qualificá-los para participar do prêmio. E essa capacitação não seria tão eficiente se não fosse a dedicação do técnico Alexandre Gouveia Martins, que de forma clara e concisa, esclareceu todos os aspectos do edital, compartilhando orientações e sua experiência para a elaboração de qualquer projeto.

A presidente da Fundação Municipal de Cultura destaca que essa valorização promove o entendimento do quão significativa é essa ação, não somente para o município de Bombinhas, mas para toda a região Sul do Brasil, já que o técnico se desdobrou para atender o mair número possível de cidades dos três estados. “Dentre grandes centros, Bombinhas foi contemplada com essa oficina, o que evidencia o importante trabalho de salvaguarda do patrimônio cultural que o município vem realizando. Um exemplo disso, é o título de Mestre da Cultura Tradicional, instituído pela lei municipal 1326/2013, que reconhece os mantenedores e transmissores dos saberes tradicionais da comunidade”, esclarece Nívea, que também é conselheira de cultura.

Entre os conselheiros foi consenso que o setor cultural bombinense é privilegiado em receber um profissional da monta do técnico Alexandre, que se diz impressionado com o cenário encontrado na cidade. “Vislumbrei várias ações que são desenvolvidas na área da cultura popular aqui que são muito significativas, e não é apenas uma questão quantitativa, mas qualitativa”, ressalta Alexandre.