quinta-feira, 1 de novembro de 2018


Bombinhas recebe seu 13º Troféu Açorianidade, o Ilha do Pico para a criveira dona Lena.



Foi realizada na noite de quarta-feira, 31 de outubro, a solenidade de entrega do Troféu Açorianidade 2018, no Hotel Morro do Sol, na cidade de Porto Belo. A cerimônia contou com autoridades da região e agentes, produtores, gestores, artistas e amantes da cultura popular. O acontecimento além de premiar e reconhecer grupos, instituições, artistas e personalidades, que realizam trabalhos de extrema relevância em prol da cultura de base açoriana, também marca o lançamento da 25ª Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina de 16 a 18 de novembro, na Praça da Bandeira em Porto Belo.

Bombinhas soma o 13º troféu em sua galeria com o reconhecimento a Mestra Helena Luíza da Silva com o Troféu Ilha do Pico, que premia Mestres do Saber e Fazer. Dona Lena, como é conhecida a Mestra, emocionada, ladeada pelos bisnetos, agradeceu a honraria: “agradeço imensamente a todos que me trouxeram até este momento, pra mim é sem dúvida uma noite muito especial compartilhada com minha família, alunas aqui presente e a equipe da Fundação de Cultura de Bombinhas que me indicou para este troféu”.

O coordenador do Nea, professor e historiador Francisco do Vale Pereira, o Chico, fala da importância do Açor e ressalta a cultura do litoral catarinense: “nossa cultura é de base açoriana porque somos o resultado das misturas de povos açorianos, eiriceirences, indígenas e africanos, portanto, façamos dessa festa uma festa de cada um de nós, porque somos parte desse mosaico cultural que compõe nosso estado”.

Além da Mestra Lena com o Troféu Ilha do Pico, também foram contemplados neste ano: Troféu Ilha Terceira o Grupo Rancho Folclórico Eduxi de Itajaí, Troféu Ilha de São Jorge que reconhece personalidade, Vanderlei Lazzarotti de Itajaí, Troféu Ilha do Faial que reconhece administração municipal, a Prefeitura de Balneário Piçarras, Troféu Ilha da Graciosa, que reconhece pesquisador, Wellington Linhares Martins de Laguna, Troféu Ilha das Flores que reconhece artista plástico, Sérgio dos Santos Silva e Troféu Ilha do Corvo que reconhece artesão, Sônia Sueli Alves de Lima, ambos de Itapema, Troféu Ilha de São Miguel que reconhece instituição de Ensino Superior ou Cultural, a Fundação de Cultura Franklin Cascaes de Florianópolis, Troféu Ilha de Santa Maria que reconhece veículo de comunicação, o Jornal Palavra Palhocense, de Palhoça, Troféu Ilha de Santa Catarina que reconhece Escola de Ensino Fundamental/Médio, a Escola de Ensino Fundamental Constância Lopes Pereira de Garopaba, e ainda, foi entregue o Troféu Especial ao professor, historiador e escritor Nereu do Vale Pereira em reconhecimento a sua vida e obra e o Troféu Açor 2018 ao prefeito de Porto Belo Emerson Stein e ao vice professor Elias Cabral.

Bombinhas teve uma participação especial na solenidade com a apresentação dos artistas João Galhardo, Deivid Marques e Pedro Silva que tocaram um repertório de “Choro” para a seleta plateia. E por intermédio da Fundação de Cultura se articula para levar uma delegação recorde tanto no desfile, quanto na Missa das Bandeiras e da Folia do Divino Espírito Santo, e se prepara para montar um estande, presente nos três dias do festejo, com a cara e jeito da gente bombinense.

O 25º Açor é uma realização da Prefeitura de Porto Belo, através de sua Fundação Municipal de Cultura, e da Universidade Federal de Santa Catarina, por meio do Núcleo de Estudos Açorianos – Nea.