sexta-feira, 7 de dezembro de 2018


Fotos Marcinha Ferreira

Projeto Vô sabe, Vô Ensina” encerra mais uma edição exitosa em Bombinhas.


A quinta-feira 5 de dezembro marcou o encerramento do “Projeto Vô Sabe, Vô Ensina” edição 2018, das aulas de rendas de bilro e crivo. Em sua terceira edição, as duas anteriores foram realizadas em 2013 e 2017, o projeto concretizado pela Fundação Municipal de Cultura de Bombinhas, já propiciou aulas de rendas de crivo e bilro, de cestaria e balaios, redes e tarrafas, gastronomia típica e artesanato de escamas de peixe.
Em 2018 as aulas de renda de bilro ficaram a encargo da artesã Carine Laranjeiras, discípula da Mestra Elza Rosa, e de renda de crivo sob responsabilidade da Mestra Lena – Helena Luíza da Silva, que neste ano recebeu do Núcleo de Estudos Açorianos – Nea, o Troféu Ilha do Pico que reconhece Mestres dos Saberes e Fazeres. No total foram 19 alunas certificadas.

A confraternização foi realizada no Espaço Cultural Engenho do Miminho e também promoveu a celebração entre as turmas e mostra dos trabalhos realizados durante o ano. Ainda, assumiram o compromisso de dar continuidade ao processo de aprendizagem em 2019.

Carine Laranjeiras agradeceu a base de seus conhecimentos, que além da Mestra Elza também soma dona Glorinha e outras rendeiras de Florianópolis e o rendeiro Dinho com quem aprendeu a tramoia, e a dedicação das alunas: “fico feliz que tenha pessoas que queiram aprender e para o ano que vem espero que tenhamos ainda mais aprendizes. Também peço que tragam seus filhos e netos, pois este convício nestes momentos de manutenção da tradição são preciosos”, ainda lembrou que quando criança teve a oportunidade de conviver com uma senhora rendeira: “este convívio despertou a paixão pela renda em mim, embora eu tenha duas bisavós rendeiras não pude aprender quando pequena, mas a semente foi plantada”.

A Mestra Lena em seu terceiro ano no “Projeto Vô Sabe, Vô Ensina” como instrutora ressaltou sua alegria em poder repassar seus saberes: “eu tive a oportunidade de aprender aos 12 anos e aos 17 atendia encomendas de Florianópolis e Ganchos. E é muito bom poder ensinar outras pessoas, eu gostei muito desses últimos dois anos que trabalhei com minhas alunas de forma contínua. E estou pronta para a quarta edição do Projeto.”