sábado, 22 de dezembro de 2018



Bombinhas vive noite de gala em sua segunda Intitulação dos Mestres, valorizando saberes e fazeres tradicionais, repassados de geração a geração.


Foi realizada na noite de sexta-feira, 21 de dezembro, a Intitulação dos Mestres da Cultura Tradicional de Bombinhas, na Câmara de Vereadores, onde oito personalidades com notório saber e reconhecidos pela comunidade por seu repasse receberam o título diante de familiares, amigos e autoridades.

Receberam a honraria Mestra Benta Seberiana Lucinda Venézio, na categoria Gastronomia, Mestre Li – Eronildo João de Oliveira, nas categorias Leréu e Boi de Mamão, Mestre Izaias João da Cruz, na categoria Pesca Artesanal, Mestre Cimá – Jucimar José Olímpia, na categoria Construção Naval, Mestra Dete – Odete Maria da Silva, na categoria Gastronomia, Mestre Paulinho – Paulo Gabriel, nas categorias Leréu e Boi de Mamão, Mestra Rosete Lamim de Oliveira, nas categorias Boi de Mamão e Gastronomia, e em memória Mestre Xoxó – Nilton Jerônimo dos Santos, na categoria Benzimentos, título recebido por sua viúva dona Bia – Maria Júlia dos Santos.

A outorga do título em memória é uma inovação do edital de 2018, a primeira intitulação foi realizada em 2014 com a condecoração de 20 personalidades, ambos acontecimentos conforme Lei Municipal 1326 de 23 de julho de 2013, e a partir desta noite, considerada de gala por agentes e produtores culturais e artistas, Bombinhas soma 28 Mestres em sua galeria.

O escritor, músico e pesquisador Marquinho – Marcos Aurino Pinheiro resume o sentimento de todos os envolvidos no acontecimento: “a história se faz com a presença de muita gente, e reconhecer os Mestres da Cultura Tradicional é reconhecer a presença de todos nós na história”.
O acontecimento foi realizado pela Prefeitura de Bombinhas, por meio da Fundação Municipal de Cultura.