segunda-feira, 30 de setembro de 2019




Um canto da cor da terra levou um público plural e animado à Casa de Cultura Dona Tila na última sexta-feira.


Na noite de sexta-feira, 27 de setembro, o Centro de Capoeira de Angola Angoleiro Sim Sinhô Bombinhas, realizou na Casa de Cultura Dona Tila uma palestra ministrada por seu fundador e professor Marcos Aurino Pinheiro. O público presente formado por integrantes do coletivo, membros da Academia de Letras de Bombinhas, comunidade em geral e pelo Mestre Tico es seus alunos da cidade de Itapema, puderam vivenciar uma noite singular, de muito aprendizado, permeando a musicalidade e a história da capoeira.

A palestra elencou a origem genuinamente brasileira da manifestação, além de abordar o contexto histórico da escravatura, feitos dos negros no Brasil colônia empunhando armas e formando frente nas guerras e revoluções nacionais, e ao final propiciou uma roda de cantoria de capoeira, regada a berimbaus e instrumentos de percussão diversos.

A oficina foi realizada como contrapartida do projeto Encontros de Culturas de Resistência contemplado no Fundo Municipal de Cultura de 2018 pelo edital “Mestre Cantalício Rocha”.