Grupo Folclórico Mixtura



Em 12 de junho de 1999 foi criado o Grupo Folclórico Mixtura pela professora educadora-física Vera Eli Pires com o propósito de criar uma proposta que representasse a cidade de Bombinhas. Depois de muitas pesquisas o grupo especializou-se em danças de base açoriana e outras influencias portuguesas. Em 2005 representantes do grupo participaram do encontro de ensaiadores de grupos folclóricos na Ilha do Pico e Ilha do Fayal, em Portugal. Com exceção do ano 2000, o grupo participou de todas as edições do Açor, evento realizado pelo NEA (núcleo de estudos açorianos da UFSC). Desde 2002 apresentam-se na Marejada (Itajaí) e em 2010 apresentaram-se no FestFolk (Blumenau). Em 2008 representantes do grupo retornaram à Portugal para realizarem pesquisas em Lisboa, e nas Ilhas Terceira, Pico, São Jorge e São Miguel.

E-mail: afolmix@hotmail.com
Rede social: https://www.facebook.com/grupofmixtura

Cantadores de Engenho


Do encontro da musicista Aline Vieira e do compositor Marcos Pinheiro nasce em 2008 o projeto Cantadores de Engenho. O grupo relembra a vida nas roças, o trabalho nos engenhos e a coragem dos pescadores através de espetáculos cênicos-musicais. O projeto propõe reviver as tradições, os costumes e o saber popular que o tempo quase apagou. O grupo cria suas canções registrando a história presente na memória dos mestres da comunidade e utiliza os diversos ritmos da cultura regional brasileira resultando num trabalho inusitado e com grande originalidade. A obra mais significativa dos Cantadores de Engenho é o espetáculo Abrindo as Janelas do Tempo que já passou pelas cidades de Itajaí, Porto Belo, São Francisco do Sul, Florianópolis, Blumenau, Governador Celso Ramos, Palhoça e Bombinhas. Em 2012 o grupo apresentou espetáculo no auditório Guarapuvu da UFSC, em 2013 no Teatro Carlos Gomes de Blumenau, no Municipal de Itajaí e desde 2008 participa de eventos voltados à cultura popular. O espetáculo Abrindo as janelas do Tempo foi premiado em 2012 pelo Ministério da Cultura. A equipe do projeto é formada por músicos, compositores e arranjadores, diretor de elenco, preparadora vocal, iluminador, diretor de áudio, direção de projeção e assistente de direção. As ações são apoiadas pelo Instituto Boimamão Preservação e Fomento da Cultura, pela Fundação Municipal de Cultura e agenciadas e coordenadas pela Tramela Produções.

Telefone: (47) 9953-8077
E-mail: tramela.art@gmai.com
Rede social: https://www.facebook.com/pages/Cantadores-de-Engenho/229444540410559?fref=ts